Seguidores

terça-feira, 18 de julho de 2017

Jovem passeia de minissaia em lugar histórico e causa polêmica na Arábia Saudita

De acordo com os mais conservadores, a mulher não respeitou as restrições de vestimenta do país; há quem queira que a jovem seja presa pela atitude
Reprodução/Youtube
Na Arábia Saudita, as mulheres são proibidas de aparecer em público com roupas que não sigam o código de vestimenta

Um vídeo publicado por uma jovem em sua página no Twitter, durante o fim de semana, tem causado polêmica na rede social e fez voltar o debate sobre as restrições de vestimenta pelas quais passam as mulheres na Arábia Saudita.


O vídeo tem apenas seis segundos de duração, mas já mostrou o suficiente para alimentar discussões de horas. Isso porque a jovem aparece andando por um lugar histórico da Arábia Saudita, vestindo apenas uma minissaia e um top cropped.

A questão é que, no país, as mulheres são proibidas de aparecer em público com roupas que não condizem com o código de vestimenta saudita: roupas longas e largas.

A maioria das roupas ainda acompanham um véu que cobre os cabelos e parte do rosto das mulheres.



A mulher que aparece no vídeo, uma modelo identificada como "Khulood", compartilhou em seu perfil pessoal o registro em que caminha pelo forte histórico de Ushayqir.

As imagens foram compartilhadas primeiro pelo Snapchat e, mais tarde, no Twitter.

Repercussão
O vídeo recebeu uma onda de comentários conservadores, que pediam a punição da mulher de minissaia.

Nesta segunda-feira (17), diversos sites sauditas divulgaram o assunto com tom de denúncia.

Um exemplo das críticas é a publicação feita pelo escritor saudita Ibrahim al-Munayif, que tem mais de 41 mil seguidores. No Twitter, ele anunciou que permitir que as pessoas desobedeçam à lei leva o país ao caos.

"Assim como pedimos às pessoas que respeitem as leis dos países para onde viajam, as pessoas também devem respeitar as leis deste país", escreveu o saudita.

Outros, por sua vez, escreveram que, se a mulher fosse estrangeira, as pessoas estariam falando sobre a sua beleza. Como ela é saudita, os conservadores falam em prendê-la.

De acordo com o site de notícias da Arábia Saudita Okaz,  moradores da cidade de Ushaiager, onde o vídeo foi gravado, pediram ao governador e à polícia da região que tomem ações contra a mulher.

Fonte
Curta Nossa Página no Facebook
Sua partilha é muito importante e nos ajuda a continuar criando conteúdo. COMPARTILHE! Clica logo ali mais abaixo. Obrigado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO