Seguidores

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Professora é afastada da escola por ser considerada 'sexy demais'


Escola reclama de fotos provocantes da professora nas redes sociais. Confira a polêmica

Professora é afastada da escola ( Foto Reprodução)


Lydia Ferguson é uma #Professora britânica de 39 anos que ganhou repercussão pelas mídias sociais ao postar fotos tidas como provocantes.
Ela foi acusada pela escola em que trabalhava de comportamento inadequado pelas postagens ousadas em suas #Redes Sociais. Há alguns meses travou em uma luta contra a escola em que lecionava em razão do seu afastmento. A instituição fica em Newport Pagnell no Reino Unido afastou a mulher do seu cargo por conta de seus perfis das redes sociais, diante da inconformidade, ela está tentando reverter toda essa situação para que possa voltar a trabalhar.

Lydia começou a trabalhar na escola de Newport Pagnell há quatro anos, quando cuidava de crianças que mostravam alguns problemas comportamentais, de acordo com o jornal “The Sun”.
Ela conta que o afastamento da escola e de seus alunos a pegou de surpresa. Na época a alegação contra a professora era de que as fotos que ela postava em suas redes sociais, principalmente no Facebook eram provocativas demais, e ainda de acordo com a instituição que ela trabalhava, seriam “#sexy demais”, já que as imagens mostravam roupas bem justas ao corpo.
Depois dessa situação constrangedora, Lydia iniciou uma batalha contra os responsáveis pela escola, e com a direção, para que eles pudessem reverter a penalidade, anulando a suspensão.
Os alunos, que gostavam muito da professora, chegaram a coletar varias assinaturas em um abaixo-assinado a favor da mulher, para que ela pudesse voltar a dar aulas.
O titulo do abaixo-assinado era "Get Miss Fergunson Back" ou em português “Tragam a senhorita Fergunson de volta”.
O documento que teve mais de 250 assinaturas parece que não deu muito resultado.
Depois de tanto lutar para voltar a lecionar, parece que quem não deseja mais voltar para a escola e ganhar o emprego de volta é Lydia. “Eu estou fora de lá, não quero mais voltar, já me humilhei muito implorando para me aceitarem de volta e parece que nada disso vaia adiantar”, desabafou.
Depois de dois meses lutando e querendo o serviço de volta, parece que a britânica resolveu desistir de vez , e chegou a dizer em entrevista ao jornal que não aguentaria mais o estresse, depois de dois meses nessa guerra contra os diretores da escola.“Eu jamais publicaria algo que fosse me prejudicar”, diz ela sobre suas fotos, e ainda complementa dizendo: “não acho que em nenhuma delas tenha algo inapropriado ou sedutor”.
A professora Lydia sempre foi muito querida por seus alunos e eles só têm elogios a dizer, disse o jornal que entrevistou a comunidade. Porém, mesmo sendo uma ótima profissional, a escola não aceitou seus looks curtos e justos no corpo em suas fotos na internet.
Curta Nossa Página no Facebook
Sua partilha é muito importante e nos ajuda a continuar criando conteúdo. COMPARTILHE! Clica logo ali mais abaixo. Obrigado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO