Seguidores

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Os fenômenos paranormais mais estranhos da Igreja Católica


Milagre ou coincidência? Jornalista australiano busca explicações há mais de 20 anos

O jornalista australiano Mike Willesee dedicou mais de 20 anos à investigação de milagres do catolicismo, em uma tentativa de entender cientificamente os fenômenos.

Willesee, que atualmente tem 74 anos, chegou ao cristianismo depois de se considerar cético por muitos anos. Embora ele afirme que utiliza métodos científicos para analisar os supostos milagres, o rigor de suas pesquisas ainda é bastante questionado.

Entre os casos de maior repercussão que o jornalista estudou, três deles se sobressaem: 

1. Em Buenos Aires, na Argentina, uma hóstia apareceu coberta de sangue depois de ser jogada no lixo, em 1996. Testes de DNA apontaram que o sangue era de fato humano, embora sua origem não tenha sido determinada.

2. Na Bolívia, Willesee analisou uma estatueta de plástico de Jesus que, de acordo com seus devotos, chora sangue. A investigação determinou que o fluido encontrado na imagem é de origem humana e que a estatueta não foi adulterada.

3. Outra hóstia banhada de sangue e encontrada no México foi testada por um instituto forense, que afirmou que o sangue pertencia a uma mulher.


Os detratores de Willesee afirmam que nenhum dos dados coletados constitui prova conclusiva de um milagre. No entanto, os fiéis veem nesses fenômenos uma evidente manifestação divina.

Fonte

Sua partilha é muito importante e nos ajuda a continuar criando conteúdo. COMPARTILHE! Clica logo ali mais abaixo. Obrigado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO