Seguidores

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Existe um planeta atrás do Sol? Quais as chances disso ser verdade?

Qual é a possibilidade de um planeta orbitar o Sol do lado oposto ao nosso?


A maioria das teorias de conspiração são conhecidas por todos nós, e dentre centenas (ou quem sabe milhares), uma em particular acaba chamando a atenção de muitas pessoas, e é pra isso que fizemos essa matéria especial, assim você pode, de uma vez por todas, tirar a pulga atrás da orelha. A "teoria" que estamos falando diz que existe um planeta do tamanho da Terra que orbita o Sol mas que está sempre do lado oposto, por isso nunca o enxergamos. Será que é verdade? Estaríamos o tempo todo dividindo nossa órbita com um planeta irmão da Terra, e nunca percebemos?


A resposta curta pra essa pergunta é: não. Isso não existe e é apenas mais uma teoria sem fundamentos. Essa estória poderia render um bom filme de ficção científica, isso não há dúvidas, mas ela dificilmente sairia de Hollywood...

Mas será que pode existir algum outro planeta escondido atrás do Sol o tempo todo? Talvez não do tamanho da Terra, mas quem sabe um menorzinho, tipo Mercúrio... é possível?

Imagem que mostra o suposto planeta "atrás" do Sol, porém,
na verdade isso é um reflexo de fotografia, comum quando
câmeras são apontadas para o Sol. Clique na imagem para ampliar


A resposta curta pra essa pergunta é, novamente... um outro não! Bem, na verdade, seria sim possível isso acontecer, mas não é o caso do nosso Sistema Solar.

Como o Sistema Solar não é feito apenas do Sol e da Terra, todos os outros planetas, desde Mercúrio até Netuno, todos eles influenciam as órbitas uns dos outros, inclusive a órbita da Terra é influenciada por esses corpos, quando a Terra é sutilmente acelerada ou desacelerada por Júpiter, por exemplo.




Com o passar do tempo, esse suposto planeta que estaria atrás do Sol, ficaria mais adiante ou mais atrasado do que antes, e aos poucos seríamos capazes de avistá-lo. Eventualmente nossas órbitas se cruzariam, e esse encontro poderia resultar numa colisão, ou então, se tivéssemos sorte, os dois planetas poderiam ser expulsos para órbitas mais estáveis ao redor do Sol.


Dos 5 pontos de Lagrange, apenas dois são suficientemente estáveis, sendo
eles o L4 e o L5. Clique na imagem para ampliar


Existem alguns lugares que objetos podem compartilhar uma órbita estável, e esses lugares são conhecidos como Pontos de Lagrange, que são regiões onde a gravidade de dois objetos (no caso, do Sol e da Terra) criam um local estável para um terceiro objeto. Os pontos de Lagrange vão de L1 à L5, sendo que os pontos L4 e L5 são os mais estáveis.

Ou seja, um corpo pequeno em relação ao planeta poderia permanecer em um desses pontos por bilhões de anos. Júpiter, por exemplo, tem uma coleção de asteroides troianos, que se localizam principalmente em seus pontos de Lagrange L4 e L5. Neste momento você deve estar pensando: -"Mas e o ponto de Lagrange L1 e L3? Poderia haver algum planeta escondido por lá?".




Sim, poderia existir um planeta pequeno em comparação com a Terra nos pontos L1 e L3, mas não existem. Provavelmente existem alguns asteroides por lá, mas não existe nenhum planeta secreto. E você sabe o porquê disso?




    Bem, se houvesse um planeta pequeno no ponto de Lagrange L1, ocasionalmente ele iria passar na frente do Sol, e as sondas que monitoram o clima espacial iriam detectá-lo. Por outro lado, se esse suporto planeta orbitasse o ponto L3, isso não seria possível, porém, ele iria de alguma forma gerar uma ressonância orbital com o Sol (movimento sutil da nossa estrela), e isso sim poderia ser detectado. Na verdade, a detecção de um corpo celeste não está presa somente a observações empíricas, mas pode também ser feita através de cálculos matemáticos, como foi o caso de Netuno e do então planeta Plutão. Ou seja, de alguma maneira, já teríamos detectado esse suposto planeta atrás do Sol.

    Fonte: UniverseToday
    Imagens: (capa-ilustração) / Wikimedia Commons




    Sua partilha é muito importante e nos ajuda a continuar criando conteúdo. COMPARTILHE! Clica logo ali mais abaixo. Obrigado!

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Curta nossa Página...
    Visite nosso parceiro:
    Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO