Seguidores

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Especialistas emitem aviso que a Chuva de Meteoros Taurídeas poderia esconder asteroide do Fim do Mundo


Os especialistas alertam que a chuva de meteoros de Taurídeas poderia esconder asteroides que puderiam destruir continentes inteiros. Além disso, acredita-se que o evento de Tunguska de 1908, foi provavelmente causado pelo impacto de um fragmento do Cometa Encke.

Uma grande bola de fogo foi vista atravessando o céu siberiano em 20 de junho de 1908 antes que uma erupção seis milhas acima do solo aplainasse 80 milhões de árvores e deixasse carcaças de reno carbonizadas. Alguns especialistas acreditam que este foi um objeto proveniente da chuva de meteoros Taurídeas.
De acordo com especialistas, o cometa que ilumina nossos céus a cada ano, com centenas de bolas de fogo pode esconder dentro dos asteroides, um tão grande que poderia acabar com TODOS os continentes.


Isto de acordo com uma equipe de cientistas que se concentraram na chuva de meteoros Taurídeas e pesquisou-o completamente.

Eles advertem que o fragmento cósmico de gelo e rocha poderia ser tão grande que eles poderiam destruir continentes inteiros em nosso planeta, criando um cenário do dia do juízo final em poucos minutos.


Os especialistas prevêem que um desses fragmentos poderia colidir com o nosso planeta em 2022, 2025, 2032 e 2039.

Crédito de imagem: Getty
A chuva anual de meteoros de Taurídeas é criada pelos restos do cometa de Encke – nomeado por Johann Franz Encke, que em 1819 conseguiu calcular sua órbita. O diâmetro do núcleo do cometa de Encke é de 4,8 km.

Curiosamente, o evento Tunguska de 1908, provavelmente causado pelo impacto de um pedaço dele, também foi postulado pelo astrônomo tchecoslovaco Ľubor Kresák como um fragmento do Comet Encke.


É por isso que pesquisadores do Instituto Astronômico da Academia Checa de Ciências têm acompanhado de perto os fragmentos do cometa. Eles descobriram que dois asteroides nomeados de 2015 TX24 e 2005 UR, poderiam revelar-se problemáticos para a Terra.
Os asteróides mencionados medem entre 200 e 300 metros de diâmetro e foram registrados na lista da União Internacional Astronômica de “potencialmente perigosos”.

“Mais estudos que conduzam a uma melhor descrição desta fonte real de objetos potencialmente perigosos, que podem ser suficientemente grandes para causar danos regionais ou mesmo continentais significativos na Terra, são, portanto, extremamente importantes”.

Ou seja, as chuvas de meteoros, podem acabar por se tornarem tempestades.


Fonte: [DailyMail]



Sua partilha é muito importante e nos ajuda a continuar criando conteúdo. COMPARTILHE! Clica logo ali mais abaixo. Obrigado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO