Seguidores

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Descobertas provas de que a Torre de Babel realmente existiu

Ilustração da construção da Torre de Babel
Há anos que os estudiosos bíblicos têm vindo a debater se a Torre de Babel realmente existiu. Agora, uma inscrição antiga feita numa pedra fornece uma prova notável a seu favor.

A história da Torre de Babel mencionada no Livro do Génesis da Bíblia diz respeito à comunicação entre os povos e fala sobre uma torre gigante que terá sido construída por descendentes de Noé após o Dilúvio, com a intenção de eternizar os seus nomes.

Naquela época, os humanos falavam uma só língua e usavam as mesmas palavras. Um grupo de pessoas, que migrava do Oriente, descobriu uma planície em Sinar, na Mesopotâmia, e ali decidiram construir uma torre que fosse tão alta que alcançasse o céu.

Mas, segundo a história bíblica, o Deus hebraico decidiu confundir-lhes as línguas para impedir que continuassem com a sua construção. A cidade recebeu o nome de “Babel”, que significa confusão em hebraico, porque foi lá que Deus dispersou os seres humanos para toda a terra.

Descoberta

No meio dos restos frágeis da famosa cidade de Babilónia, onde é atualmente o Iraque, há uma vasta estrutura que os registos históricos sugerem ter sido a Torre de Babel.

No entanto, não havia nada que comprovasse tal “lenda” – até que o especialista Andrew George, da Universidade de Londres, no Reino Unido, examinou uma pedra antiga e descobriu uma imagem que revela exatamente qual terá sido aparência da torre.

A pedra data do século 6 aC, e foi encontrada na Babilónia há um século – e a sua importância passou despercebida até hoje.

Andrew Dr. George analisou o artefacto e descobriu um relevo com o desenho de uma torre de degraus e uma figura humana com um bastão e um chapéu em forma de cone. De acordo com especialista, esta é uma forte prova de que a história bíblica da Torre de Babel foi inspirada por este edifício real.

Essa é a primeira vez que uma inscrição histórica confirma a visão que temos desta estrutura gigante, além de identificar o famoso rei Nabucodonosor II, que terá restaurado ou reconstruido uma torre com andares e uma grande escadaria, como se observa no desenho.

No topo do edifício, terá sido construído um local usado para observação das estrelas e realização de cerimónias religiosas.

Além do notável desenho, a pedra também descreve a construção da estrutura, revelando o envolvimento de toda a região – habitantes do “Mar Alto” (que seria o Mediterrâneo) ao “Mar Baixo” (que seria o Golfo Persa).

Segundo o investigador, as inscrições na pedra estão de acordo com a história que a Bíblia conta sobre a criação da torre, por isso é bastante provável que Babel tenha sido um edifício real e não apenas ficção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO