Seguidores

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Mineradores siberianos encontraram uma criatura bizarra


Mineradores siberianos encontraram uma criatura mumificada extremamente bizarra: eles desenterraram o que parece ser um antigo mamífero não identificado das areias de Udachny no distrito de Mirninsky, na República de Sakha, no extremo nordeste da Rússia.

E bem, pode parecer uma espécie de “demônio mumificado” – como foi chamado –  mas há uma explicação perfeitamente plausível para tudo isso… a questão é que ninguém ainda tem certeza do que seja.


De acordo com o The Siberian Times, enquanto os mineiros gostariam muito que esse fosse algum tipo de espécie de dinossauro recém-descoberto, os pesquisadores sugeriram que poderia ser um jovem wolverine – uma pequena criatura parecida com um urso, com mandíbulas muito fortes e grandes dentes caninos.

Outras opções são que a criatura seja uma marta ou uma marta de pinheiro, que são pequenas espécies que parecem furões da família das doninhas.

Wolverine jovem
Jugando pelo seu corpo bem fino e seu grande crânio (ambos podendo ter sido esticados e distorcidos na morte e na mumificação), é provável que o animal pertença à família de mamíferos carnívoros Mustelidae, que inclui lontras, texugos, doninhas , martas, furões, e wolverines, embora não saberemos ao certo até que a espécime receba uma análise apropriada.

Como o Siberian Times relata, é esperado que a criatura seja levada para realização testes de Udachny para a capital regional de Yakutsk.


A aparência do bichinho recém encontrado não é a única coisa fascinante sobre esta história – o lugar onde foi encontrado é totalmente único, contendo areias diamantíferas que datam da Era Mesozóica, que se estendeu de cerca de 252 a 66 milhões de anos atrás.

Animal encontrado em Udachny
Também conhecida como era da “Vida Média”, este foi o momento em que a vida na Terra se diversificou rapidamente, com répteis gigantes, dinossauros, mamíferos e novas espécies de plantas espalhando-se por todo o planeta.

A Era Mesozóica é dividida nos períodos Triássico, Jurássico e Cretáceo e é caracterizada por dois eventos de extinção em massa.


É improvável que a criatura seja tão antiga quanto as areias em que foi encontrada, mas dada as incríveis qualidades de conservação, pode ser muito antiga, já que os pesquisadores encontraram um filhote de cachorro de 12.400 anos de idade, notavelmente preservado, em outra parte da República Sakha no ano retrasado. Surpreendentemente, este bicho estava tão bem mumificado que ainda tinha pele e partes do cérebro.

Garras de um Wolverine para comparação

Teremos de esperar pra ver do exatamente se trata o último espécime encontrado, e é importante que não saltemos para quaisquer conclusões até que o achado seja verificado. Mas uma coisa é certa – criaturas perfeitamente normais podem parecer incrivelmente estranhas após perderem suas peles. [Science Alert]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO