Seguidores

terça-feira, 4 de abril de 2017

Na Inglaterra, cristã fanática processa hospital que a demitiu

Sarah disse não saber que
era 'perigoso' falar de Jesus


A direção do hospital advertiu algumas vezes a enfermeira Sarah Kuteh (foto) que parasse de tentar evangelizar pacientes, até porque alguns deles já tinham registrado queixa.

Sarah se fez de surda e acabou demitida por “má-conduta”.

Agora a cristã fanática está processando judicialmente o hospital de Darent Valley, em Dartford, Inglaterra, colocando-se como vítima de uma injustiça.

A enfermeira, que trabalhava no hospital havia 15 anos, alega que uma de suas atribuições era perguntar aos pacientes sobre a religião deles, para preencher um questionário.

Ela admitiu, contudo, que em alguns casos falou sobre o cristianismo, por achar que estava ajudando os doentes.

Para o hospital, a enfermeira vinha provocando “discussões desnecessárias”.

Sarah tem argumentado que não sabia que “pode ser perigoso falar a alguém sobre Jesus”.

Ou seja, até hoje ela não entendeu que tem de respeitar a crença ou a descrença alheia e que hospital não tem nada ver com igreja.

Com informação de sites internacionais e foto reproduzida de vídeo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO