Seguidores

quarta-feira, 29 de março de 2017

Taxista que xingou Jesus de vagabundo morreu num acidente?

É verdade que o taxista que chamou Jesus de terrorista vagabundo em um vídeo sofreu um castigo divino ao morrer em um acidente de automóvel?

O vídeo de um motorista de táxi xingando Jesus Cristo apareceu nas redes sociais na segunda quinzena de março de 2017 e rapidamente se tornou um dos filminhos mais vistos e comentados na ocasião. Nas imagens, o homem diz que Jesus Cristo foi um terrorista vagabundo e mentiroso, além de outras afirmações polêmicas, que deixou muita gente indignada com a “ousadia” do motorista em difamar as crenças dos outros.

Passou-se pouco tempo para surgir na web a notícia afirmando que o tal taxista teria sido castigado rapidamente, pois Deus o teria feito sofrer um grave acidente com seu táxi, causando-lhe uma morte instantânea!  
Juntamente com o texto cujo o título é: “Com Deus não se brinca!”, uma imagem do acidente fatal, mas será que essa história é real?




Taxista que xingou Jesus teve como castigo divino uma morte violenta! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)


A imagem do acidente usada para ilustrar essa “notícia” não tem nada a ver com o taxista que gravou o vídeo falando mal de Jesus. O acidente dessa foto aconteceu em 2013, na cidade de Colorado do Oeste, em Rondônia.
De acordo com o site Rondônia em Pauta, o taxista Marcio Lima da Cunha, de 35 anos, e Maria das Graça Ferreira, de 67 anos, morreram na hora, presos às ferragens.
Podemos ver na matéria do Rondônia em Pauta que o taxista morto é bem diferente do taxista que gravou o vídeo xingando Jesus Cristo!


O taxista Marcio Lima da Cunha, morto em 2013, é diferente do homem que xinga Jesus em vídeo de 2017!

Atualização 27/03/2017


Para provar que não morreu, o próprio rapaz publicou um vídeo no Facebook ao lado da sua filha:


Conclusão

Notícia falsa! O taxista que aparece em vídeo falando mal de Cristo não é o mesmo morto em foto de acidente! O tal “castigo divino” (se é que existe) parece que não chegou ainda!
* Com a colaboração do leitor Evaldo Borba Maciel



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO