Seguidores

quinta-feira, 2 de março de 2017

Pesquisadores anunciaram a descoberta de microorganismos fósseis que teriam entre 3,77 e 4,29 bilhões de anos, o que seria a mais antiga evidência de vida na Terra, de acordo com um estudo divulgado nesta quarta-feira (1º).


Eles descobriram microfósseis em camadas de quartzo no sítio geológico de Nuvvuagittuq, nordeste de Quebec, no Canadá. A região possui algumas das mais antigas rochas sedimentares conhecidas da Terra.

"Graças a imagens a laser das amostras coletadas, nós identificamos microorganismos fósseis, que são os mais antigos conhecidos no mundo", declarou Matthew Dodd, da UCL (University College London), em um vídeo postado no site da revista "Nature".

Antes da descoberta desta quarta, os microfósseis mais antigos relatados haviam sido encontrados na Austrália, com cerca de 3,4 bilhões de anos. Neste caso, no entanto, os cientistas acreditam que o material pode ter sido afetado por questões não-biológicas nas rochas - temperatura e pressão, por exemplo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO