Seguidores

sábado, 14 de janeiro de 2017

Anonymous cumpre ameaça e divulga dados sigilosos de ministro e da Anatel

A reação do Grupo Anonymous foi em resposta à declaração do ministro Gilberto Kassab que afirmou nessa quinta-feira (12) que o governo estuda limitar o acesso a internet a partir do segundo semestre

O Grupo ativista Anonymous cumpriu a promessa de atormentar as autoridades do setor público de comunicação do país com a divulgação de informações sigilosas. Na "guerra" declarada pelo Anonymous - que se autodefine, em sua página no Facebook, como "um coletivo que luta por liberdade"-, os alvos da tarde desta sexta-feira (13) foram o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab, e o banco de dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). 


A reação do grupo tem a ver com declaração de Kassab sobre limitar a banda larga para acesso a internet. Também nesta sexta-feira (13), menos de 24 horas depois de o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab, confirmar que a banda larga contará com limite de dados, o grupo ativista Anonymous disse em sua página oficial do Facebook que iria iniciar uma guerra contra as autoridades do setor.

Segundo eles, o objetivo seria impedir que a medida se concretizasse e prejudicasse os usuários. "Acabou a novela. Ministro diz que haverá, sim, limite na internet fixa no Brasil. Chegou a hora da internet dizer aos novos governantes quem é que manda", diz o texto publicado na rede social. "Não se atrevam", conclui o grupo na nota.

No ano passado, durante a discussão sobre limite de banda larga, o Anonymous se manifestou e bloqueou os sistemas da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), além de divulgar dados de vários executivos com ligação à medida.


Ministro não comenta



A assessoria de imprensa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações informou que o ministro Gilberto Kasab não vai se pronunciar sobre o caso. A veracidade das informações também não foi confirmada pelo ministério. Além dos dados pessoais do ministro, os hackers divulgaram uma lista de bases de dados da Anatel que, em tese, teriam sido invadidas. 

(foto: Reprodução/Internet)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO