Seguidores

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Estátua de madeira achada na Rússia é duas vezes mais antiga que as pirâmides do Egito

O ídolo teria sido esculpido para fins religiosos há 11 mil anos por alguma civilização desconhecida

ÍDOLO DE SHINGIR CONTÉM INSCRIÇÕES EM UMA LINGUAGEM PERDIDA (FOTO: REPRODUÇÃO | SIBERIAN TIMES)





N
esta semana, uma equipe de cientistas alemães descobriu que aquela que já era a escultura de madeira mais antiga do mundo é, na verdade, ainda mais velha. Encontrada no século 19 no leste da Rússia, protegida por um arbusto de turfa, a estátua passou por um teste de carbono-14 em 1997, que atribuiu a ela uma idade aproximada de 9,5 mil anos. Mas depois de terem feito uma nova análise, desta vez com uma técnica bem mais sensível, os pesquisadores dataram o artefato em 11 mil anos. Ele foi esculpido no início do Holoceno, período em que a humanidade começou a dominar o mundo.

“Nós podemos dizer que naqueles tempos, há 11 mil anos, os caçadores, pescadores e coletores dos Urais eram não menos desenvolvidos que os fazendeiros do Oriente Médio”, disse ao Siberian Times Thomas Terberger, um dos pesquisadores envolvidos na datação. Acredita-se que o chamado Ídolo de Shigir tenha sido criado por uma civilização antiga para propósitos religiosos ou espirituais. Ele é repleto de inscrições em uma linguagem perdida, que os estudiosos estão longe de decifrar.
Feita a partir da madeira de uma árvore de 157 anos que havia acabado de tombar, sabe-se que o carpinteiro desconhecido usou ferramentas de pedra para esculpir diversos símbolos e também sete faces no tronco - uma delas tridimensional. Inicialmente, o ídolo tinha uma altura de 5,3 metros, mas agora ele chega a apenas 2,8 metros, depois de partes terem sido perdidas durante a era soviética. Antes disso acontecer, o arqueólogo Vladimir Tolmachev  conseguiu esboçar o desenho que você vê ao lado. O artefato está em exposição na Rússia, no Museu de História Sverdlovsk, e é duas vezes mais antigo que as pirâmides do Egito e que o Stonehenge, na Inglaterra.
Fonte: Revista Galileu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO