Seguidores

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Falcão “cruel” prende pássaros em rochas para comê-los mais tarde



O comportamento “cruel” da ave de rapina foi observado por ornitólogos no Marrocos

Uma equipe de ornitólogos estava trabalhando em uma ilha de Mogador quando observou um comportamento bizarro vindo de falcões adultos. As aves pareciam estar prendendo pequenos pássaros entre as fendas das rochas, em um esforço para mantê-las vivas e frescas para uma provável refeição futura.


Conforme relatou na revista New Scientist, o ornitólogo Abdeljebbar Qninba, da Universidade de Rabat, no Marrocos, fazia o seu trabalho normalmente quando notou as pequenas aves presas nas cavidades das pedras. Aproximando-se, ele conseguiu notar que elas tiveram penas das asas e da cauda removidas, e estavam desesperadas para escapar.


Em seu relatório, publicado pela revista científica Alauda, ele reporta que esse “é um exemplo evidente de criação de animais por não humanos” e que os falcões deliberadamente armazenavam as aves como um meio de mantê-las vivas.


O comportamento também sugere que essas aves de rapina fizeram isso como uma forma de ficar mais perto no ninho, e ainda conseguir refeição para alimentar seus filhotes. Segundo ele, ainda é possível que esses falcões estejam dando uma oportunidade de caçar suas próprias presas aos filhotes e que esses pequenos pássaros fiquem em “cativeiro” por cerca de um dia ou dois. 

Contudo, alguns cientistas parecem discordar de Qninba. Para alguns deles, não existem provas suficientes de que esses pássaros estão sendo mantidos reféns pelos falcões. Para Rob Simmons, da Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul, essas aves de rapina não possuem capacidade cognitiva suficiente para armazenar esses pássaros dessa forma. “Eu acho que os pássaros possam estar apenas escapando e procurando refúgio”, afirmou.


Esse comportamento, no entanto, já foi observado em outras espécies. Como por exemplo, o picanço (da família dos Laniidae), uma agressiva ave que costuma empalar suas presas vivas em espinhos ou arame farpado para comê-las mais tarde, como mostra o vídeo abaixo:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO