Seguidores

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

A NASA não admitiu publicamente a existência de vida extraterrestre






Só coloquei esse título e essa imagem para trazer mais pessoas ao meu texto e alertá-las que isso é uma tremenda mentira. Nada relacionado foi postado no site da NASA. Isso é apenas um HOAX que está cada vez mais se espalhando pela internet. Talvez venham me dizer que pelo fato de ter passado na televisão, é porque é a mais pura verdade, mas eu vou repetir a frase do E-farsas, “nunca leve muito a sério as reportagens que você vê na televisão”, que, inclusive, foi o site que desmentiu toda a história. Veja o link: CLIQUE AQUI



Talvez também venham me resmungar que “pela imensidão do universo, é impossível não existir vida”. Esse é um argumento extremamente falacioso. Não é porque algo é grande que existe certa coisa nesse algo. Possa ser que exista vida sim, é claro, mas é muito precipitado afirmar isso com certeza, até porque não há evidências disso.
“Ah, mas a NASA sabe que tem vida fora da Terra, só não quer admitir por (algum motivo mirabolante)”. Bom… se a NASA sabe disso, talvez a Roscosmos e a Jaxa também saibam. Mas por que eles também não iriam querer admitir já que há uma concorrência imensa para quem descobre isso primeiro?
Diante disso, deve-se concluir que a pesquisa e o ceticismo frente ao que vemos é essencial, como forma de prevenção da divulgação de desinformações.


Sem os requisitos do parágrafo anterior, as pseudociências ganham mais poder e, por mais que pareçam inofensivas, elas podem crescer, tornando-se grandes e nefastas. 
“o que seria mais interessante: uma criatura de 10 metros desconhecida pela ciência ou uma óbvia montagem de fotos, alienígenas construindo gigantes e magníficas pirâmides ou humanos ‘primitivos’ construindo a mesma coisa, uma água pode curar você porque em algum momento conteve remédios ou um remédio ‘bobo’ encontrado em qualquer farmácia, extraterrestres que fazem círculos em nossas plantações ou homens que adoram enganar pessoas fazendo-os, várias criaturas místicas se comunicando com você através de barulhos ou apenas uma falha no encanamento e madeira velha se encolhendo e produzindo rangidos, câmaras fotossintetizantes de fragmentos subatômicos cogentes para a evolução desproporcional dos vivos e não vivos abalizados em fundamentos termodinâmicos e hidrostáticos ou saber que nada do que eu falei fez algum sentido, mover objetos à longa distância por meio de um superpoder que qualquer humano pode possuir ou saber que isso simplesmente é algum simples truque? O cérebro do homem é falho, ele sucumbe à ilusão e ao agradável e recusa, muitas vezes, a realidade. […] Não analise as coisas com base em suas características interessantes e bonitinhas ou feias e horripilantes, analise com base nas evidências. Não importa se a verdade é interessante e bonitinha ou feia e horripilante, ela continuará sendo a verdade e cabe a você, por meio do ceticismo científico, ‘afastar os sedimentos e a areia para chegar à pedra ou ao barro que está embaixo’ (Descartes). “
Eu não nego a possibilidade de existência de vida fora da Terra, há uma imensa probabilidade disso. Mas se limitar a afirmações precipitadas sem duvidar delas é um equívoco imenso. Talvez possa existir vida extraterrestre sim, mas não é recomendável dizer isso com certeza, já que não há evidências dela.
Lembrem-se sempre:


A intuição, não testada e não comprovada, é uma garantia insuficiente da verdade (Bertrand Russel)
NOTA 1: Se o artigo foi lido até aqui, o título e a imagem deverão ser desconsiderados.

NOTA 2: Depois do quarto parágrafo, todo o trecho foi acrescentado depois das críticas (que eu agradeço muito por terem sido feitas). Percebi que o texto ficou muito vago e sensacionalista, então, me baseei em mais outro texto que eu escrevi anteriormente para a edição.
Fonte: Climatologia Geográfica

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO